Out

10

“Pra São Jorge” é dedicada ao santo de devoção de Zeca Pagodinho, e chegou aos ouvidos do sambista como um sinal enviado direto pela entidade. Lá estava Zeca, em seu dia de folga, sentado quieto no quiosque de sempre na praia da Barra da Tijuca. Os donos da barraca, que sabiam muito bem que aquele era o momento sagrado de descanso do sambista, decidiram mostrar um samba a ele mesmo assim; era a primeira vez em que faziam isso.

Zeca aceitou. Mas só porque no dia anterior havia percebido que o rádio com o CD player estava com defeito. Aceitou só porque queria “tirar um sarro” com os amigos. Contrariando a pegadinha, o aparelho funcionou! E tocou:

“Vou acender velas para São Jorge
A ele quero agradecer
E vou plantar comigo ninguém pode
Para que o mal não possa vencer”

E então foi lá, no Trailer da Baiana, que as coisas aconteceram para Zeca de forma inusitada, como de praxe. “Além de eu ter achado a música boa, ela falava de São Jorge e o rádio que estava quebrado ainda funcionou, tinha que gravar”, conta Zeca. Assim, Pecê Ribeiro, que compôs a canção em agradecimento a uma benção, ganhou espaço no CD de Zeca Pagodinho.

prasaojorge

Aperte o play e cante junto com o Zeca!

(Fonte: “ZECA – Deixa o Samba me Levar”, livro do Sambabook do cantor, de autoria de Jane Barboza e Leonardo Bruno)